Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/norti206/public_html/netnoticias.com.br/plugins/system/rokextender/rokextender.php on line 32
Netnoticias - DENGUE EM MINAS.Boletim epidemiológico, alerta para risco de surto em Ubá
Company Logo

Menu


Strict Standards: Non-static method JSite::getMenu() should not be called statically in /home/norti206/public_html/netnoticias.com.br/components/com_phocagallery/router.php on line 38

Strict Standards: Non-static method JApplication::getMenu() should not be called statically in /home/norti206/public_html/netnoticias.com.br/includes/application.php on line 536

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/norti206/public_html/netnoticias.com.br/components/com_phocagallery/router.php on line 38

Parceiros

Contador Visita

698591
HojeHoje41
OntemOntem229
Essa semanaEssa semana1393
Este mêsEste mês9612
TotalTotal698591

Eventos

DENGUE EM MINAS.Boletim epidemiológico, alerta para risco de surto em Ubá

A Prefeitura da cidade de Ubá, 34km de Piraúba,  divulgou nesta sexta-feira (13) o primeiro boletim epidemiológico de 2017, com os números relativos às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. O primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) do ano apontou índice de 4,9%, o que coloca a cidade em risco de surto.

 

De acordo com a Seção de Controle de Zoonoses do município, nas duas primeiras semanas de janeiro, cerca de 5.079 imóveis foram visitados pelos agentes de combate às endemias. Nestas visitas, 306 focos do mosquito foram encontrados.

A Vigilância Epidemiológica também informou que registrou 86 notificações de casos suspeitos de dengue nas últimas quatro semanas, com apenas um caso confirmado por exames laboratoriais.

 

 Sabia mais sobre o que é LIRAa.

O LIRAa é uma metodologia que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti e, conseqüentemente, identificar os criadouros predominantes e a situação de infestação do município. 

O índice é considerado satisfatório quando fica abaixo de 1%, situação de alerta quando fica entre 1% e 3,9% e indica risco de surto quando é igual ou superior a 4%. Desde de 2015, o resultado do levantamento na cidade indica estado de alerta ou risco de surto.

A maior parte dos focos foram encontrados dentro dos imóveis. Os locais que lideram o número de criadouros do Aedes aegypti são os tambores, entre outros reservatórios, como baldes e latões. Também foram encontrados focos nas caixas d’água, piscinas, ralos, vasos sanitários em desuso, bebedouros de animais, vasos de plantas e lixo.

Ações intensificadas
A Secretaria Municipal da Saúde informou que tem intensificado as ações de combate ao mosquito e de alerta à população quanto aos cuidados que evitam a transmissão. O trabalho de conscientização continua sendo realizado pelos agentes comunitários de saúde em conjunto com os agentes de combate a endemias. O setor orienta a população que receba bem os agentes e siga as orientações dadas por eles.

Colaboradores

Visitantes Online

Temos 10 visitantes e Nenhum membro online




Powered by Netnoticias®.

Todos os direitos reservados - Netnoticias Evoluindo com a noticia